Translate

Ao fim de um "amor"... Adeus.

Não há como se forçar amizades. Há pessoas que passam e outras que permanecem.


Esse é um dos fatos mais tristes, no entanto, é que dá suporte a beleza e pureza do que é ser amigo de alguém. Pessoas emitem energias e essas vibrações que se expandem de corpo a corpo podem se chocar, se anular ou se mixar de várias formas. Um desses mixes se chama amizade, outro tesão, amor e mais um tanto de sentimentos babacas e maravilhosos que a gente é capaz de produzir por outras pessoas.


É preciso que a combinação perfeita aconteça em momentos que nem sempre são tão perfeitos, mas que nos pegam de surpresa e ...BANG! Temos alguém que nem imaginávamos e que vai estar lá para a vida inteira. Entre eu e você, não é assim.


Acho que nunca comentei isso, mas na época da escola você era um ano mais velho que eu, melhor amigo de Luciano e foi assim que te conheci, eu era a melhor amiga da menina que o seu melhor amigo gostava...e gostei de você, mas você gostava da Laís (todo mundo gostava) e pra mim ser sua amiga foi maravilhoso naquela época.


Anos depois na faculdade, em um dos períodos mais confusos da minha vida.


- Merda! Voltou, estou gostando dele de novo!
Pensei.


Mas eu não era, e não sou uma garota de grandes feitos, ser platônica e eternamente apaixonada era/é bom pra mim e seguro o suficiente. Mas algo mudou e pela primeira vez eu tinha tentado alguma coisa com alguém, a iniciativa tinha sido minha e nossa...eu tomei um fora, o pedido foi ridículo, a resposta foi escrota, mas tinha mudado tudo. Dava pra fazer outras coisas com aquele superpoder e fiz. rs


Não fiz tanta coisa, relacionamentos não é minha maior ambição na vida e gastei tanto tempo entre trabalho e estudo que namorar não tinha muito espaço, além disso, as festas hetero sempre davam nos nervos (não toca Spice Girls e não pode rebolar nem nada que alguém lhe puxa)! Ok...isso não importa muito! A questão aqui, é que você foi importante sem nem saber que foi e tão presente que minha mãe lhe deu até apelido (sim, ela faz isso).


Essa é uma coisa que acontece entre os seres humanos, a gente faz diferença na vida das pessoas até mesmo com um inocente “Bom Dia”, e isso é mágico! Acredito que mais mágico ainda é saber que fizemos essa diferença e ter a oportunidade de nos perceber como algo mais que poeira cósmica dispersa no universo pra alguém em algum lugar.


To lhe dando esse presente e não sei se vai gostar.


Por 8 anos você foi e voltou na minha cabeça, primeiro como paixonite, depois foi tesão, depois uma incrível vontade de dar uns beijos (quase lhe parei na rua pra fazer isso) e depois... só mesmo a vontade de conhecer, sem grandes planos, a não ser, aproveitar as mil possíveis caronas para algumas festas héteros que não gosto de ir sozinha e quem sabe uns beijos aleatórios quando não estivéssemos fazendo nada (to carentinha pelo desemprego).
Mas não aconteceu, por coincidência ou destino choveu, por confusão ou sorte apareceu um caso que por sua similaridade esclareceu outro.


Deixo claro que não vou parar de olhar a sua bunda quando passar, ficar 15s lhe vendo dançando axé tão bonitinho na academia, seguir o conselho maravilhoso e eficaz que você me deu ou parar de torcer para que a sua próxima namorada seja bem bonita.
Eu lhe respeito e lhe admiro do jeito que você é (mesmo sem conhecer muito), mas ao fim desse texto, no fim dessas palavras e no fim das tentativas, sobra somente muito carinho.


Por respeito a mim e a você, essa é a minha última “cartinha” e o meu primeiro passo para o distanciamento.

Obrigada por tudo que você significou por todos esses anos. <3